• Data: 19/11/2020

Após reunião com conselho sindical, SINDIÁGUA-PB declara apoio a Cícero Lucena

 O Sindiágua-PB – Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Purificação e Distribuição de Água e em Serviço de Esgotos do Estado da Paraíba, se reuniu na noite de ontem, quarta-feira (18), com seu conselho sindical para discutir o apoio solicitado pelo candidato Cícero Lucena.

Na ocasião, a diretoria executiva do Sindiágua-PB propôs e destacou a importância do apoio ao projeto de Saneamento Básico apresentado pelo candidato Cicero Lucena para a cidade de João Pessoa na reunião que aconteceu na última segunda-feira (16), na sede do sindicato, em Jaguaribe.

 
“Todo mundo sabe que existe dois projetos para o saneamento em disputa nas eleições municipais deste ano: o primeiro é manter a Cagepa como operadora exclusiva dos serviços de saneamento; o segundo é entregar ao capital privado a exploração dos serviços de água e do esgoto no município de João Pessoa. É fato que as empresas públicas no Brasil e no Mundo são as que mais trazem respostas positivas para o saneamento básico, é fato também, que as mais de 256 empresas de Saneamento no mundo que foram privatizadas, tiveram que serem reestatizadas por prestarem serviços de péssima qualidade e com tarifas altíssimas prejudicando toda uma sociedade. Hoje só temos uma opção que é dar apoio total ao projeto de Saneamento apresentado pelo candidato Cicero Lucena” , afirmou José Reno, Presidente do sindicato.
 
Os dirigentes sindicais aprovaram a proposta apresentada pela diretoria executiva do sindicato e afirmaram que a partir de agora se incorporarão a campanha de Cicero Lucena à prefeitura de João Pessoa, e disseram também, que estão confiantes no apoio do candidato na derrubada dos vetos presidenciais da nova lei do saneamento (Lei 14.026).
 
Diante disso, conclamamos a todos trabalhadores e trabalhadoras do saneamento a defenderem o projeto que mantém a Cagepa como empresa pública, prestando um serviço essencial e de boa qualidade ao povo de João Pessoa e da Paraíba.
 
ÁGUA É VIDA, NEGO PRIVATIZAR!



 

Voltar